Psicologia jurídica

43

Autores: José O. Fiorelli e Rosana C. Ragazzoni

Capa de Livro: Psicologia jurídica

Na “Psicologia Jurídica”, encontramos profícua convergência entre saberes do Direito e da Psicologia. Nela, estudamos os conteúdos psíquicos moduladores dos comportamentos das pessoas em situações de conflito e de tensão emocional, que ultrapassam, corriqueiramente, as fronteiras dos escritórios de Advocacia e solicitam conhecimentos especializados para seu entendimento. A Psicologia Jurídica insere-se nesse espaço: ela enseja ao operador do Direito desenvolver uma compreensão diferenciada dos elementos que compõem os inúmeros tipos de conflitos. Por meio dela, ampliam-se os limites estabelecidos pela aparente racionalidade dos fatos e da legislação e mergulha-se no vasto campo da investigação dos conteúdos psíquicos que influenciam as ações dos indivíduos e dos grupos a que pertencem. Dessa maneira, os profissionais do Direito encontram instrumentos para imprimir maior eficiência e segurança a suas análises e ações e para obter resultados mais efetivos, com ganhos de produtividade, em benefício próprio e de seus clientes. Os conteúdos teóricos, amplamente consolidados nesta obra, propiciam percepções mais aprofundadas das questões emocionais que cercam os envolvidos nos litígios, além dos próprios operadores do Direito, nos diversos campos da seara jurídica, especialmente os relacionados a conflitos familiares, ações penais e trabalhistas. Redigido para profissionais e estudantes de Direito e de Psicologia, este livro fundamenta-se na realidade brasileira e conjuga, didaticamente, a teoria com a prática, indicando atividades específicas para cada tema abordado.

Como citar este livro:

FIORELLI, José Osmir; MANGINI, Rosana Cathya Ragazzoni. Psicologia jurídica. 8. ed., rev., atual. e ampl. São Paulo: Atlas, 2017. 402 p.